Clínica Mariângela Santiago

Hoje vamos falar de Umbigo

Home »  Umbigo »  Hoje vamos falar de Umbigo

Hoje vamos falar de Umbigo

On outubro 4, 2016, Posted by , In Umbigo, With No Comments

UMBIGO

“O umbigo é o cartão de visita do cirurgião plástico nas plásticas de abdome.” O aspecto do umbigo deve ser o mais natural possível, para não denunciar que a mulher foi submetida a abdominoplastia.

O umbigo nada mais é do que uma cicatriz retraída. Na realidade, são resquícios do cordão umbilical. Depois de alguns dias, o pequeno pedaço do cordão que ficou preso ao bebê cai, estando, então o umbigo.

A forma que adquire o recente umbigo é individual de cada um, mas normalmente é redondo ou alongado, tendo estes, o eixo maior horizontal ou vertical. No decorrer da vida, o umbigo pode sofrer deformações provenientes de hérnias, ou de gordura que alteram a sua anatomia.

HÉRNIA UMBILICAL

Hérnia nada mais é do que a saída da cavidade abdominal (gordura) através de um orifício ou área de fragilidade da parede abdominal. A hérnia pode ocorrer na linha média acima do estômago (epigástrica), no umbigo (umbilical) e na altura da virilha (inguinal). O problema é mais comum em mulheres que já foram mães, devido à distensão do abdome durante a gestação.

De acordo com a cirurgiã plástica Mariângela Santiago, 30% das pacientes que fazem plástica no abdome têm hérnia umbilical. É verdade que nem sempre sabem, pois pode ser algo pequeno (do tamanho de um grão de feijão) e não causa desconforto.

Nesse caso, a hérnia é diagnosticada pelo cirurgião plástico em exame rotineiro de avaliação da área.

É bom deixar claro que esse problema não contraindica a abdominoplastia e pode ser corrigido no mesmo tempo cirúrgico. “O cirurgião plástico tem autonomia e capacidade para fazer essa intervenção, pois dentro de sua formação médica está incluída a residência em cirurgia geral como pré-requisito para a cirurgia plástica”, explica a cirurgiã.

O procedimento consiste em colocar o conteúdo saliente para dentro da cavidade abdominal e fechar a parede da musculatura com pontos por onde sai a gordurinha.

Ao corrigir a hérnia, melhora-se também a estética do umbigo, pois a hérnia em si deforma a região.

Quando a hérnia é muito grande, é aconselhado fazer a cirurgia de retirada da mesma para, fazer a correção estética.
Paciente com deformidade umbilical pela presença de uma hérnia

GORDURA EM EXCESSO

Pode também ocorrer uma deformidade quando há o aumento da camada gordurosa no abdome. Essa gordura em volta do umbigo projeta as paredes laterais e isso modifica sua forma original nas mais diversas formas.

Esse problema pode ser revertido com a lipoaspiração. Com o procedimento, é possível retirar o excesso de gordura no abdome e em torno do umbigo para melhorar o seu aspecto estético.

PLÁSTICA DE ABDOME

Outra situação onde o umbigo sofre modificação em sua anatomia é na plástica de abdome, onde o cirurgião plástico confecciona um novo umbigo.

Cada cirurgião plástico tem sua forma particular de fazer esse novo umbigo, mas sempre toma como referência a base original que está presa na musculatura do abdome. Os novos umbigos podem ser redondos, em forma de Y ou losango. Porém, o mais importante é que fiquem com a aparência natural de forma que não estigmatize este importante ponto anatômico.

Nada mais desagradável do que você identificar que uma mulher fez plástica de abdome porque seu umbigo está estigmatizado e com a cicatriz da cirurgia aparente ou tem a forma antiestética.

 

A Dra. Mariângela Santiago CRM 45.138 informa:
ATENÇÃO: As explicações disponibilizadas têm finalidade exclusivamente informativa e objetivam oferecer ao público uma visão prática a respeito do assunto. Conforme a SBCP recomenda que em caso de dúvida seja consultada a Cirurgiã Plástica para consideração das peculiaridades de cada caso.

Comments are closed.
Translate »